Siga nossas redes sociais!

Cinema

TERRIFIER 2: O que esperar

Avatar photo

Publicado

a

Conhece o palhaço maníaco Art e fica a saber o que podes esperar do filme que está a causar vômitos e desmaios nos EUA!

O horror instalado com pessoas a desmaiar e a vomitar na sala de cinema é uma ótima ferramenta de marketing, muito bem estabelecida em casos de sucesso como “O Exorcista” (1973) e “O Massacre da Serra Elétrica” (1974). Em 2022, um novo filme supostamente causou o mesmo impacto nos cinemas dos Estados Unidos: “Terrifier 2”, protagonizado por um palhaço assassino chamado Art.

O filme estará em breve nos cinemas a 19 de janeiro, mas enquanto não chega a Portugal, é o momento ideal para percebermos o porquê deste filme ser tão falado – também para que ninguém fique de fora do assunto do momento e ainda para garantir que não o vês com as expectativas geradas pelo hype.

Podemos dizer que, o sucesso de “Terrifier 2” baseia-se em dois fatores: sua origem imprevisível e cenas de violência gráficas que não são para os que sofrem de problemas de coração. O diretor Damien Leone apresentou o palhaço num filme de 2011 (também chamado “Terrifier”), e depois colocou-o na antologia All Hallows’ Eve, de 2013. Até que fez um financiamento coletivo para um filme em 2016. Ou seja: a figura de Art é desenvolvida pelo cineasta há mais de uma década, portanto não é à toa que tenha chegado ao ápice do seu carisma ameaçador e grotesco agora.

Como bem indica o título, “Terrifier 2” é continuação dessa produção financiada pelo público, conhecida como “Terrifier”. Se não tinhas ouvido falar disto até agora, não perdeste nada: o lançamento não teve muito impacto fora da bolha de entusiastas, e nem é uma obra muito boa por si só. Sim, Art é um ótimo assassino, e as cenas de morte dão aquele “murro” no estômago, mas não é aquele filme que não podes perder a oportunidade de ver.

A continuação, por outro lado, utiliza tudo o que funcionou no filme anterior e encaixa numa estrutura de slasher oitentista, completo com final girl e uma trilha sonora de sintetizadores.

No filme,  um grupo de adolescentes começa a ser atormentado pelo palhaço demoníaco, que literalmente volta dos mortos e passa a assombrá-los em alucinações a lá Freddy Krueger. Após se deparar com Art em algumas ocasiões, a jovem Sienna (Lauren LaVera) decide enfrentar o maníaco.

O filme foi produzido com um orçamento baixo, com cerca de US$250 mil, sendo que Hollywood considera os filmes de US$1 milhão ou US$2 milhões como “orçamento baixo”, então imagina como é categorizada esta obra que foi realizada apenas com uma fração desses orçamentos… Se já ouviste falar de “Terrifier 2”, muito do hype é por ser considerada uma obra independente que está a dominar as bilheterias nos EUA.

Até o momento, o filme só foi lançado em alguns cinemas norte-americanos e esteve em exibição em exclusivo na Comic Con Portugal, no dia 8 de dezembro, mas angariou US$7,9 milhões em pouco mais de um mês em cartaz. Sem nenhum tipo de marketing, além do boca-a-boca, é um acontecimento impressionante para qualquer produção indie, especialmente uma que é considerada extrema.

“Terrifier 2” é assim tão violento?

Então…chegamos ao momento de falar do elefante sangrento no meio da sala: o gore. Muitos dos relatos afirmam que, Terrifier 2″ tem cenas completamente absurdas de desgraça explícita, como muitos dos vídeos que passam pelas redes sociais. É tudo verdade. Não é um filme para quem tem nojo ou medo de sangue, mas isso também pode criar uma expectativa errada.

Art é um maníaco, no sentido mais genuíno da palavra, com sadismo e apego por tortura que iria deixar Jason Voorhees ou Michael Myers boquiabertos. O filme é repleto de assassinatos absurdos, mutilações das partes íntimas do corpo, tripas de animais e todo tipo de coisas desagradáveis deste género.

Ao mesmo tempo, é preciso entender o contexto: há décadas que uma obra gráfica assim não era exibida nos cinemas. Os comentários na internet são rápidos a apontar que os clássicos degenerados como por exemplo, “A Serbian Film: Terror Sem Limites” (2010), é muito mais extremo.

“Terrifier 2”, por sua vez, retoma o nível de violência de algo como “O Albergue” (2005), ou então Jogos Mortais” um bocado mais explícito. E o filme não é só conduzido pelas cenas de assassinatos, mas também pela progressão de um slasher, em que a protagonista junta as suas forças para enfrentar o monstro após uma série de assassinatos.

O filme brilha por unir o subgênero mais querido e mediático do horror, carregado por um serial killer igualmente aterrorizante e divertido, com as mortes violentas de um torture porn. Assim, se esperas colocar o teu almoço para fora quando assistires ao filme, isso depende muito da tua sensibilidade em relação à violência gráfica. Sim, é muito pesado, ainda que não no nível de um “Guinea Pig” – mas, se esse for o teu padrão, é melhor procurares ajuda.

A estreia de Terrifier 2″ em Portugal acontece a 19 de janeiro nos cinemas. Mas, é melhor que te vás preparando para um encontro com o Art – podes ter certeza que uma jornada sádica, sangrenta e muito divertida está à tua espera.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LÊ TAMBÉM

“UM HOMEM CHAMADO OTTO” ESTREIA HOJE NOS CINEMAS

 

Os especialistas do Conteúdo da Cultura Pop.