Siga nossas redes sociais!

Cinema

Easter Eggs – Halloween: O Final

Avatar photo

Publicado

a

Muitos fantasmas do passado assombram esta nova temporada de Halloween.

Quatro anos após o lançamento da sequência bem sucedida de Halloween, David Gordon Green está de volta com Halloween: O Final para encerrar a sua trilogia de terror. Mais do que apenas encerrar uma nova linha de tempo de Halloween, Halloween: O Final também promete resolver de uma vez por todas o conflito eterno entre Michael Myers e Laurie Strode (Jamie Lee Curtis). Isto significa que, Halloween: O Final empurra a franquia para fronteiras inexploradas. No entanto, o novo filme não esquece o passado, pois possui vários easter eggs e referências ao capítulo anterior da franquia. Então, agora que Halloween: O Final está nos cinemas está hora de discutirmos todas as referências que a sequência faz às histórias que vieram antes.

 

Por que conhecemos a música de piano?

Quando Corey Cunningham (Rohan Campbell) chega à casa dos Allen na noite de Halloween, o pai de Jeremy (Jack William Marshall) toca uma música muito reconhecível no piano. A música é “Toccata and Fugue in D Minor”, ​​de Sebastian Bach, um tema clássico usado para representar a vilania nos filmes. A música foi usada em dezenas de filmes de fantasia da Disney, incluindo Dr. Jekyll e Mr. Hyde de 1931 e O Fantasma da Ópera de 1962.

 

“A Coisa” de John Carpenter

Na cena de abertura de Halloween: O Final, Corey toma conta do jovem Jeremy (Jaxon Goldenberg) na noite de Halloween. Como Corey quer ser um baby-sitter amigável, ele permite que Jeremy veja um filme de terror contra os conselhos dos pais da criança. O filme não é outro senão, The Thing, um clássico dirigido por John Carpenter. E para os que precisam de uma atualização, Carpenter é o criador da franquia Halloween, junto com Debra Hill. The Thing é a adaptação de Carpenter da novela de John W. Campbell Who Goes There? O livro foi adaptado pela primeira vez por Christian Nyby em The Thing from Another World, de 1951, que foi o filme em que Laurie deixou as crianças que ela estava cuidar, assistir ao Halloween de 1978. Isto é o que chamamos de corte profundo!

 

Créditos da “Temporada da Bruxa” de volta

Enquanto os créditos de abertura da franquia Halloween foram em tons de laranja, Halloween: O Final usa um tom inesperado de azul. Esta é exatamente a cor usada nos créditos de abertura de Halloween III: Season of the Witch de 1982. Isto é relevante, porque este é o único filme da franquia que não apresenta Michael Myers. Na altura, o diretor Tommy Lee Wallace e os produtores Debra Hill e John Carpenter questionaram se poderiam transformar o Halloween numa espécie de antologia de terror. Como Halloween: O Final é sobre o mal de Michael se espalhar e contaminar os novos vilões, é apropriado que eles tenham escolhido essa cor. A animação nos créditos de abertura também reforça o tema do mal cíclico, à medida que as novas abóboras assustadoras emergem de dentro umas das outras.

 

Sondra está viva

Halloween: O Final  revela que algumas pessoas de Haddonfield ressentem a Laurie por supostamente enfurecer a Shape e levá-lo ao assassinato de 2018. Uma dessas pessoas é Sondra (Diva Tyler), que surpreendentemente sobreviveu ao encontro com Michael Myers. Sondra é uma das vítimas do assassino em Halloween Mata, onde Michael cortou a sua garganta com uma faca. Em Halloween: O Final, Sondra é vista numa cadeira de rodas com uma enorme cicatriz no pescoço. Quando a irmã de Sondra (Leila Wilson) confronta Laurie, ficamos a saber que, apesar de ter sobrevivido ao ataque, a mulher perdeu a capacidade de falar.

 

O “esquisito” de Halloween é a forma original

Quando Corey vai a uma festa de Halloween com Allyson (Andi Matichak), ele depara-se com um homem com um grande casaco. O homem revela as dezenas de dildos escondidos no seu casaco a Corey e pergunta-lhe se viu algo de que gostasse. Acontece que, esse esquisito de Halloween é interpretado por Nick Castle, que interpretou a Shape no filme original de Halloween.

 

Retrato da cozinha de Laurie

Na cozinha de Laurie, podemos ver uma foto de três jovens penduradas na parede. A foto mostra Laurie na sua juventude com dois amigos que se tornaram vítimas de Michael no filme de 1978, Annie Marie Brackett (Nancy Loomis) e Lynda Van der Klok (P. J. Soles).

 

A vingança da agulha de tricô

No Halloween original de 1978, Laurie escapa de Shape depois de enfiar uma agulha de tricô no seu pescoço. Durante o seu confronto final em Halloween: O Final, The Shape retribui o favor, usando uma agulha de tricô como arma contra Laurie. É um retorno divertido para o lendário slasher de Carpenter.

 

Sobreviventes de Michael Myers unem-se para dizer adeus

Depois de Laurie matar Michael de uma vez por todas, ela desfila o seu corpo pelas ruas de Haddonfield para mostrar que The Shape não passa de um homem com uma máscara de Halloween. O desfile termina com Laurie triturando o corpo do seu inimigo num triturador de carros. Durante esta cena, vemos várias personagens a regressar de filmes anteriores. Primeiro, temos o xerife Barker (Omar Dorsey), que a ajudou a perseguir Michael em 2018. Ele autoriza o desfile bizarro de Laurie, mesmo que alguns policias não se sintam à vontade para atrapalhar uma cena de crime. Sondra também está lá, acompanhada pelos sobreviventes Julian (Jibrail Nantambu), Lindsey Wallace (Kyle Richards) e a mãe de Oscar (Drew Scheid) (Holli Saperstein).

 

Halloween: O Final  já está disponível nos cinemas. Confere o trailer do filme abaixo:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LÊ TAMBÉM

REVIEW “HALLOWEEN: O FINAL

 

Os especialistas do Conteúdo da Cultura Pop.

Mais artigos