Connect with us

Gaming

Análise Metroid Prime Remastered: Um clássico renovado

Avatar photo

Published

on

Metroid Prime Remastered

A franquia Metroid é uma das mais populares e adoradas da Nintendo. A ansiedade pelo próximo grande título, Metroid Prime 4, é agora ligeiramente saciada com o lançamento da versão remasterizada do primeiro título Metroid Prime. Quase 21 anos após o lançamento original para a GameCube, Metroid Prime Remastered chega agora à Nintendo Switch na sua derradeira versão.

Muitos eram os fãs que aguardavam pela remasterização da trilogia completa, por isso o anúncio de que seria apenas remasterizado o primeiro título, acabou por ser um pouco agridoce, mas parece que foi por um bom motivo. A qualidade e as melhorias trazidas nesta versão remasterizada de Metroid Prime são tão boas, que colmata a dor de não podermos jogar de imediato toda a trilogia numa versão melhorada.

Metroid Prime foi a entrada deste universo no mundo do 3D, como uma jogabilidade em primeira pessoa e uma forma de jogar completamente nova na franquia. Passou de ser um platformer 2D, para ser um FPS de ação e aventura. A história de Metroid Prime decorre entre os acontecimentos de Metroid e Metroid 2, em que voltamos mais uma vez a vestir a pele de Samus Aran, uma caçadora de recompensas. Desta vez, Samus luta contra os Space Pirates e as suas experiências biológicas no planeta Tallon IV.

Polido ao detalhe e gameplay modernizado

Os visuais e gráficos foram adaptados por completo para a consola mais recente da Nintendo, sendo que a introdução de um novo sistema de iluminação foi a cereja no topo do bolo. Os próprios ambientes e cenários foram completamente remodelados, bem como o design das portas e até o design da própria protagonista. Alguns efeitos e adornos que vemos na atmosfera do jogo foram também alterados, removidos ou adicionados, para deixar todo o jogo com os visuais mais limpos.
Mas os detalhes não se ficam por aí, a forma como o visor do capacete se embacia com o calor, o seu reflexo no visor quando há explosões perto de Samus ou até mesmo a forma como as gotas de água escorrem pela arma de Samus, tornaram estas melhorias visuais ainda mais brilhantes.

A versão original na GameCube era conhecida pelos seus controlos “trapalhões” no que toca principalmente à mira do canhão e ao controlo da câmara. Esse foi um dos principais focos no trabalho de modernização dos controlos, tornando esse elemento muito mais atual e fácil de jogar. Já os jogadores que preferirem uma experiência mais aproximada à do original podem utilizar os controlos clássicos, que estão disponíveis nas opções de controlos. Por fim, os mais aventureiros podem utilizar os controlos por movimento ou híbridos, para algo semelhante ao port do jogo lançado para Nintendo Wii.

Veredicto

Metroid Prime Remastered é o renascer da fénix de um dos títulos mais adorados da Nintendo. O título original por si só já era uma verdadeira obra-prima, sendo que este remaster conseguiu subir o patamar de qualidade e honrar o legado de Metroid Prime.

10/10

aqui a análise a Kirby Return to the Dream Land Deluxe

Apaixonada pela cultura geek e principalmente pelo gaming desde pequenina, quando ficava horas seguidas a jogar consola. Jogar apenas deixou de ser suficiente para saciar o apetite por videojogos, então logo começou a fazer vídeos, a falar e a escrever sobre videojogos. Como uma paixão geek nunca vem só, adora ver animes, séries e filmes. Pelo caminho ainda vai aprimorando a sua veia musical.