Connect with us

LEGO

LEGO Santiago Bernabéu – Análise

Avatar photo

Published

on

Este set representa pouco para quem não é adepto, mas para quem for ferrenho pelo Real Madrid, a LEGO tem o Santiago Bernabéu.

  • Set: 10299
  • Temática: Icon
  • Preço PVP: 349,99€
  • Número de Peças: 5,876
  • Altura: mais de 14 cm
  • Largura: 44 cm
  • Profundidade: 38 cm
  • Data de Lançamento: 1 de março de 2022

Uma das mais populares equipas de futebol do mundo (só o Manchester United e Barcelona partilham a honra de ver o seu estádio em construções oficiais) tem uma reprodução fiel da sua casa em Madrid. Coincidindo com o 120.º aniversário do clube e o 75.º aniversário do emblemático terreno, este set de 5800 peças e foi concebido para ser a peça de exposição por excelência. O set esconde vários pormenores, como a cobertura destacável e a possibilidade de abrir ao meio, o relvado, as quatro torres, balizas, túnel, o banco de suplentes, placar, as faixas, escadarias e até o autocarro dos jogadores no exterior.

Para além do público bastante específico a quem este set pode agradar (fãs do clube em questão), a construção deixa muito a desejar no que ao prazer diz respeito. Não há razão lógica para haver dois livros de orientações já que uma grande parte consiste em repetir processos anteriores. Usando o set do Taj Mahal, por exemplo, é-nos indicado quando a construção de uma torre tem de ser repetida quatro vezes. Aqui, as instruções guiam-nos pela construção dos quatro “cantos” da build com diferenças negligenciáveis entre elas. Para além do aborrecimento, prolonga a duração muito para lá do que seria necessário (exceto se quiserem partilhar a construção com alguém simultaneamente). Isto é representado não só na própria construção (40 sacos), mas no elevado número de autocolantes (repetidos) que temos de preparar.

Quando fazemos algo de diferente, ou quando acontece a esperada satisfação de encaixar as diferentes partes, é de reconhecer que é um set com muitos pormenores. Mas lá está, pormenores que só falam a quem é realmente fã do clube. Não quero com isto dizer que não seja um set inteligente, aparente nas zonas que não estão expostas quando o set é finalizado, mas não salva a experiência.

Para um set tão caro, é difícil encontrar justificar a compra para o comum construtor. De certeza que a própria LEGO está ciente disso, mas infelizmente o aborrecido set ultrapassa gostos futebolísticos.

[metaslider id=”17172″]

O Melhor:

  • O resultado é agradável para quem gosta de sets de edifícios por si só.
  • Design fidedigno.
  • Pode ser uma construção partilhada a dois.

O pior:

  • Repetição de construção.
  • Demasiados autocolantes.
  • Diz pouco a quem não for fã do clube.
  • Caro, para o que é.

Nota: o set foi fornecido pela LEGO, mas sem qualquer interferência do ponto de vista editorial na opinião expressada.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

LÊ TAMBÉM

LEGO SONIC, THE HEDGEHOG: GREEN HILL ZONE – ANÁLISE

Um dinossauro no mundo das séries. Coleciona Blu-Rays, adora Legos, completa jogos a 100%, devora podcasts e ama tudo que envolva não sair de casa.