Connect with us

Destaques

Lana Parrilla atriz de “Once Upon a Time” marcou presença na Comic Con Portugal 2021

Avatar photo

Published

on

Depois de uma petição com milhares de assinaturas que teve êxito e cujo objetivo era trazer a atriz que muitos queriam ver, assim chegou o dia há muito esperado pelos fãs portugueses e não só. Falamos de Lana Parrilla que foi uma das convidadas na área do Cinema/TV para a edição deste ano da Comic Con Portugal no Parque das Nações em Lisboa e que foi uma delícia para todos os visitantes presentes.

Apesar de ter uma carreira repleta de trabalhos na representação como foi o seu trabalho mais recente Why Women Kill, esta atriz teve muito mais reconhecimento e aumentou a sua popularidade, devido ao seu papel icónico como Regina Mills ou Evil Queen (Rainha Má, em português) na série Once Upon a Time (Era Uma Vez, em português).

O dia desta artista começou com uma conferência de imprensa, sendo que tive a oportunidade de lhe fazer algumas perguntas e partilho de seguida o que a Lana referiu.

  1. A sua personagem em Once Upon a Time passou por muitos desafios e por uma certa evolução. Qual foi o seu maior desafio em desempenhar a Regina Mills e a Evil Queen?

Lana Parrilla: Provavelmente, o maior desafio foi na sexta temporada, onde desempenhei as duas personagens ao mesmo tempo. A sexta temporada foi possivelmente a mais desafiante de todas. Eu nunca tinha feito algo do género, onde numa altura eu tinha de ser uma personagem e depois ir para a maquilhagem e o cabelo durante 2 horas e meia e sair de lá, a Rainha. E depois fazer o oposto de mim mesma e eu na realidade não estava lá. Eu tive que criar os dois lados de cada performance antes de chegar todos os dias ao trabalho. E também tive que treinar o meu duplo que estava a representar o meu corpo em como devia ficar, o que fazer e como mover como se fosse eu própria. Isso não foi óbvio para a audiência que não era eu na outra personagem.

  1. Houve alguma cena específica que foi desafiante para si?

Lana Parrilla: Aquela que provavelmente foi a mais desafiante foi a que ocorreu no escritório. Aliás é a cena mais bonita e uma das minhas favoritas que é quando as duas personagens têm uma luta enorme entre si e todo o escritório foi destruído por ambas. E elas têm um confronto massivo que depois se torna num tipo de perdão e aceitação por parte uma da outra. E foi um desafio por causa do lado mais físico e toda a luta, os diferentes níveis de emoção, fazendo essa performance e lutando diferentes níveis. Mas eu adoro essas coisas e por isso, eu olho para desafios como uma delícia para mim, porque eu gosto de um bom desafio.

comic con portugal 2021

Depois de uma sessão de fotografias e autógrafos com os seus fãs tinha chegado a hora do painel da Lana Parrilla no auditório Golden Theater para felicidade e euforia daqueles que vieram de propósito vê-la.

Foram vários os temas abordados ao longo do seu painel, sendo que maioritariamente foi sobre a série Once Upon a Time que os seus admiradores mais queriam saber. Lana considera que a sua personagem nesta série foi uma das melhores da sua carreira, sendo que está orgulhosa daquilo que fizeram ao longo de 8 anos e a produção tocou o coração das pessoas e colocou-a num nível que ela não estava à espera, pois muitas produções não costumam durar tanto tempo como aconteceu com Once Upon a Time que esteve no ar durante sete temporadas. Porém continua a ser vista, mesmo depois de ter terminado.

Quando acabou a série, ela referiu que demorou algum tempo até se encontrar a si mesma. Ao longo dos anos e durante as filmagens, Lana passou a estar mais no seu cantinho, porque estava muito focada na sua personagem, de tal forma que nem sempre foi muito bem compreendida.

Lana referiu que tinha de entender sem julgamentos, as motivações, escolhas, a dor e a traição que a sua personagem sentia que lhe dava razões suficientes para magoar quem lhe magoou, sendo que a atriz queria contar a verdade desta mulher. Ela identifica-se com a perseverança de Regina e partilha o facto de ela querer ser uma versão melhor de si mesma, apesar de terem estilos distintos.

Se houvesse a possibilidade, Lana não queria escolher outra personagem para interpretar na série e disse que o episódio musical foi um dos seus episódios favoritos já que foi muito diferente e conseguiu enfrentar os seus medos em cantar à frente dos outros.

Relativamente à sua experiência em realizar um episódio na 7ª temporada de Once Upon a Time, Lana referiu que estudou muito para essa função, sendo que para ela era importante saber o que estava a fazer, mas que muito já estava no seu interior. Para ela, realizar um episódio foi muito divertido de se fazer e veio de um modo natural. E ela gostou de estudar e aprender mais sobre ângulos de filmagem e muito mais. Também existiu um apoio por parte da sua equipa que a ajudaram a criar a sua visão, sendo que ela quer continuar a realizar futuramente, apesar de ter os seus desafios.

Esta atriz gosta muito de dramas que são desafiantes psicologicamente, de ser o mais natural possível, desempenhando personagens expressivas e emocionais, apesar de para ela também ser refrescante interpretar uma personagem mais simples que fez recentemente. Relativamente a personagens de contos de fada é difícil para a Lana escolher, porque ela referiu que não via muitos filmes da Disney e que nunca foi um tipo de princesa. Mas gostou da Pequena Sereia e do Dumbo, acabando por ser mais nostálgico já que lhe fazia lembrar o seu pai. Ela era mais ligada à mitologia e preferia filmes de terror, incluindo Freddy Krueger.

Lana também gostou muito de interpretar a Rita Castillo na série Why Women Kill. O guarda-roupa desta personagem é um dos seus favoritos.

Ainda deu conselhos a quem queria ser atriz e referiu alguns dos seus rituais antes de entrar em personagem. Aquecimentos vocais, lavar cabelo, beber chá e tratar de si psicologicamente para ser a sua melhor versão são alguns exemplos.

Este foi um painel que vai ficar na memória de todos, graças à simpatia contagiante de Lana Parrilla e o carinho notável que os seus fãs têm por ela que ainda incluiu uma oferta de uma bandeira portuguesa no final. Também foram vários aqueles que quiseram fazer a sua pergunta à Lana Parrilla, mas infelizmente não houve tempo suficiente para que todas as perguntas fossem respondidas. Uma coisa é certa! Os fãs demostraram de diferentes formas, o amor e o quanto a Lana é importante para eles!

 

 

LÊ TAMBÉM

Misha Collins ator de “Sobrenatural” na Comic Con Portugal 2021

 

Autêntica geek, principalmente com tudo relacionado com filmes e séries. Esta é uma das minhas grandes paixões, de tal forma que eu resolvi criar um blog, onde partilho a minha opinião sobre o que vejo do universo dos filmes e das séries: A Geek Traveller.